Às Sombras da Juventude

com Nenhum comentário

 

Alguns diziam que ele buscava paz
Outros, que ele desejava mais
Propósito, sucesso, realização
Uma chance de se entregar à paixão.

 

Alguns diziam que ele buscava um semelhante
Um amigo, um consorte, um amante
Outros, que ele buscava um mestre, um aprendiz
Alguém que lhe ensinasse a ser feliz.

 

Mas se a felicidade estava fora de alcance,
O que significava aquela nuance
Não contida, esparramada ao seu redor?
Nuance nunca ausente, mas sempre só.

 

Alguns diziam que ele estava louco.
Concordava, sem saber se muito ou pouco,
Mas pior seria se esperasse pela sanidade
Enquanto busca a verdadeira identidade.

Seguir K. G. Joner:

Natural de Floripa e, curioso pelos mistérios da natureza, acabou se formando em engenharia mecânica, sem nunca deixar de rabiscar suas histórias. Desenha com mais vontade do que habilidade, faz trilhas esporadicamente, curte um bom rock clássico e toca violão para as paredes. Adepto ao minimalismo ainda com tralhas a serem jogadas fora na próxima mudança. Jogador de RPG de mesa quando possível, mas se contenta sendo o narrador. Aos fins de semana, também gosta de levantar debates filosóficos sofistas.

Últimos Posts de